Os índices que medem a inflação no Brasil

26 de dezembro de 2008 at 5:51 pm 1 comentário

pkbuilderAtualmente, os principais órgãos responsáveis pelo cálculo da inflação no Brasil são quatro: a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e o Departamento Intersindical de Estudos Estatísticos e Socieconômicos (Dieese).

Os cálculos da maioria dos índices de inflação no Brasil e no mundo são baseados na soma da variação de valores de uma cesta de produtos com uma quantidade supostamente fixa durante um determinado período. É por isso que o índice pode ser divulgado em prévias semanais ou taxas fechadas mensais, depende de sua periodicidade.

A cesta inclui produtos essenciais, como alimentos e produtos de higiene e limpeza, e extravagâncias como bebidas alcoólicas, cigarros e gastos com motéis, de forma a refletir, em média, o que as famílias dentro da faixa de renda analisada realmente consomem. A variação dos preços desses itens que compõem a cesta constitui no índice de inflação.

Outros índices, por sua vez, são calculados com uma média ponderada, ou seja, alguns de seus itens têm pesos maiores que os outros. É o caso do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) calculado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e do IPC medido pela Fundação Getúlio Vargas. Com isso, esses indicadores podem mostrar uma inflação menor que os outros.

Veja os principais índices no Brasil:

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)


É órgão responsável pelo cálculo do índice de inflação usado pelo governo.

IPCA – Índice de Preços ao Consumidor Ampliado. O indicador mede a variação nos preços de produtos e serviços consumidos pelas famílias com rendas entre um e 40 salários mínimos. O período de coleta de preços vai do 1º ao último dia do mês corrente e é divulgado aproximadamente após o período de oito dias úteis. A taxa é calculada nas regiões metropolitanas do Rio, Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife, S.Paulo, Belém, Fortaleza, Salvador e Curitiba, além do Distrito Federal e de Goiânia.

INPC - Índice Nacional de Preços ao Consumidor. O indicador mede a variação nos preços de produtos e serviços consumidos pelas famílias com rendas entre um e oito salários mínimos. O período de coleta de preços vai do primeiro ao último dia do mês corrente e é divulgado aproximadamente após o período de oito dias úteis. A taxa é calculada nas regiões metropolitanas do Rio, Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife, São Paulo, Belém, Fortaleza, Salvador e Curitiba, além do Distrito Federal e do município de Goiânia.

 

Fundação Getúlio Vargas (FGV)


Calcula três índices de inflação: IGP-M, IGP-10 e IGP-DI, que diferem entre si apenas pelo período de coleta de dados. Os três são calculados com base em outros três indicadores: O Índice de Preços no Atacado (IPA), o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) e o Índice Nacional do Custo da Construção (INCC), que representam 60%, 30% e 10%, respectivamente, em cada um dos três principais índices.

IGP-M – O Índice Geral de Preços do Mercado é coletado entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês vigente, com divulgação sempre por volta do dia 30. Todo o mês são feitas três apurações, que resultam em duas prévias e um resultado fechado do período. A taxa leva em consideração os três indicadores básicos da FGV: IPA, IPC e INCC:

IPA – O Índice de Preços no Atacado, que serve como base para três indicadores da FGV, considera a variação dos preços no mercado atacadista. A taxa é medida em Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e São Paulo.

IPC — O Índice de Preços ao Consumidor mede a inflação para famílias com rendimentos entre um e 33 salários mínimos. O indicador é calculado em Salvador, Fortaleza, Rio de Janeiro, São Paulo, Florianópolis, Brasília, Goiânia, Curitiba, Porto Alegre, Belém, Recife e Belo Horizonte.

INCC – O Índice Nacional do Custo da Construção mede a variação de preços de uma cesta de produtos e serviços atualizados pelo setor de construção civil. O índice é calculado nas mesmas cidades que o IPC.

IGP-DI - Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna. A taxa, que também considera os três índices básicos da FGV, mede os preços que afetam diretamente a atividade econômica do país, excluindo as exportações. A coleta de dados é feita sempre do primeiro ao último dia do mês.

IGP-10 — É outra variação do Índice Geral de Preços ao Mercado, com a de coleta de dados feita entre os dias 10 e 11 de cada mês. 

 

Departamento Intersindical de Estudos Estatísticos e Socieconômicos (Dieese)

ICV — Índice de Custo de Vida. A taxa é medida entre os grupos de três classes de renda: um a três salários mínimos; um a cinco salários mínimos; e um a 30 salários mínimos. A taxa, medida mensalmente, difere das outros por incluir, além dos itens essenciais, os gastos com recreação, comunicação, cultura e lazer.

Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe)


Ligada à Universidade de São Paulo (USP), a Fipe é responsável pela divulgação do principal índice de inflação que abrange a população da capital

IPC – Índice de Preços ao Consumidor do Município de São Paulo. O índice, calculado semanalmente, mede o custo de vida de famílias com rendas de dois a seis salários mínimos. O indicador traz a variação de preços das quatro semanas anteriores à data de divulgação. As variações são obtidas comparando-se preços médios das quatro últimas semanas (referência) com os das quatro primeiras semanas (base) – o que dá o nome ‘quadrissemana’.

 


About these ads

Entry filed under: Termos & Duvidas. Tags: , , , , .

Lenovo não leva a Positivo (POSI3) Estilos de gestão

1 comentário Add your own

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Twitando sobre tudo

Posts recentes

RSS Leandro&Stormer Forum

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

Axiomas

AXIOMA: DO CONSENSO Fuja da opinião da maioria. Provavelmente está errada. Jamais embarque nas especulações da moda. Com freqüência, a melhor hora de se comprar alguma coisa é quando ninguém a quer. Conclusão: Antes de arriscar seu dinheiro seguindo a opinião da maioria, pondere e avalie por si mesmo se a decisão é acertada ou não.

Feeds

BLOG TraderNEWS

Nenhuma informação deste blog sugere compra ou venda de ações ou outro ativo financeiro, sendo a decisão de investir de inteira responsabilidade do leitor, não cabendo ao autor das postagens qualquer responsabilidade por eventuais perdas.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 790 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: